Em Busca dos… “Suspeitos do Costume”

Enquadramento

O Lixo Marinho e, em particular, a acumulação de plástico, tem vindo a ser identificado como um dos maiores problemas globais dos nossos tempos. O lixo pode ser transportado pelas correntes dos oceanos, desde a sua origem até longas distâncias, e pode ser encontrado em todos os compartimentos marinhos, mesmo em zonas remotas, tais como ilhas desertas no meio do oceano ou no mar profundo. O lixo marinho tem uma vasta e adversa gama de impactos, quer para a fauna e flora marinhas, quer a nível social, económico e de saúde. [Tema do no Programa Bandeira Azul]

 Quase no final da segunda década do século XXI, sabemos hoje, através de diversos estudos sobre o tema que, globalmente:
– todos os anos, entre 1.15 e 2.41 milhões de toneladas de lixo chegam ao oceano através dos rios.

– cerca de 80% do lixo marinho tem origem em atividades desenvolvidas em terra.
– o plástico compõe cerca de 80% do lixo marinho e  90% do que se encontra no fundo do mar.
– estima-se que  cerca de 8 milhões de toneladas de plástico vão parar anualmente ao oceano.

– as pontas de cigarro são o item que aparece em maior número nas limpezas de praia.
– um milhão de aves e 100 mil mamíferos marinhos morrem todos os anos devido à poluição por plástico
– embora seja quase impossível contabilizar os micro plásticos estima-se que apenas 8% do lixo plástico é maior do que uma tampa de garrafa.

E o que se passa na tua praia?
Perceber as origens do lixo marinho é um dos passos para agir na mudança de comportamentos do dia-a-dia, optando por soluções mais sustentáveis e comportamentos preventivos que evitem o agravamento do problema. Por esta razão um dos aspetos essenciais desta atividade consiste na deslocação a uma praia, marítima ou fluvial, afim de realizar uma monitorização, cujas conclusões pemitirão alimentar outras fases do projeto como a sua comunicação, ações, etc.

Em Busca dos “Suspeitos do Costume” 

O desafio consiste na monitorização dos resíduos que dão à costa numa praia e na comparação dos dados ao longo do tempo e/ou com outras escolas de outras regiões.

Metodologia

A dinâmica de criação de grupos de trabalho fica a cargo do(a) professor(a). Sugere-se a seguinte metodologia

FASE 1 | Preparação da saída de campo

  1. Investigação individual e/ou em grupo, sobre a problemática o lixo marinho: composição, causas e consequências
  2. Investigação sobre microplásticos e microesferas
  3. Realização de um debate sobre
    – O lixo marinho é um problema? Porquê?
    – Quais as causas e consequências deste problema?
    – O que são as “ilhas de lixo”?
    – O que são os microplasticos?

4. Leitura, análise e discussão das Recomendações e Requisitos da Monitorização – FUNDAMENTAL [Download AQUI]
5. Análise dos itens constantes na ficha de monitorização [Download AQUI]
6. 
Escolha do local e planeamento da saida de campo.

 

FASE 2 | Em busca dos “Suspeitos do Costume” … na minha praia

Esta atividade implica necessariamente uma, idealmente duas, visita(s) à praia. Cada escola terá que agilizar a sua própria deslocação.
Sugere-se que, caso seja adequado, envolvam os encarregados de educação na atividade o  que pode facilitar entre outras coisas a questão do transporte. Pelo menos nos concelhos onde existem praias com Bandeira Azul, recomenda-se que seja contactado o responsável do município pelas atividades de educação ambiental no âmbito da BA e/ou Eco-Escolas dado ser este também o tema deste ano.

Na praia:

  1.  escolher o período da maré baixa
  2. delinear uma área de 100 metros de largura que abranja o intertidal (espaço entre a maré cheia e a maré vasa)
  3. recolher todos os resíduos existentes nesse espaço
  4. contabilizar os resíduos com base na tabela proposta [Download AQUI da Ficha Registo Os suspeitos do Costume]
    Nota importantes:
    – se conseguirem usar uma peneira procurem também a existência de microplásticos em pelo menos 3 pontos do troço monitorizado;
    – depois de contabilizados os resíduos o grupo deverá zelar para que estes sejam depositados em local adequado fora da praia (ecopontos ou lixo comum conforme os casos)

 

FASE 3 | Alerta sobre os  “Suspeitos do Costume”
Esta fase do projeto implica a análise e tratamento dos dados recolhidos na praia. As conclusões, a comunicação e a ação serão a parte final

  1. Tratar os resultados dos dados recolhidos.

2. Montar em um ou mais painéis :
– exemplos do tipo de resíduos mais frequentes, mais perigosos, mais insólitos… [VER EXEMPLO]
– quantidade e/ou  % de items de cada tipo de resíduo encontrada na limpeza de praia (recomenda-se o gráfico circular) [VER EXEMPLO]
– tabela com a quantidade de resíduos segundo as pricipais atividades que lhes deram origem [VER EXEMPLO]

3. Realizar um debate sobre:
– Qual a origem dos resíduos encontrados na praia?

– Que resíduos apareceram em maior número? E com maior volume?
– Como alertar as pessoas para este problema?
4. Comunicar na escola e na comunidade recorrendo a diversas formas:
– Exposições, colóquios, reportegens e artigos, ações de limpeza etc.

 

Para submeter o projeto a concurso

Prazos
Realizar a inscrição na plataforma Eco-Escolas até 28 de fevereiro.

Carregar a informação solicitada até 15 de maio:

Enviar
A- Reportagem fotográfica das várias fases do projeto (fotografias, devidamente legendadas 6 a 10)
B- Grelha(s) de monitorização preenchida(s)
C- Painel/paineis sintese de apresentação dos resultados (até 6 fotografias sendo obrigatória uma geral e uma de detalhe)
D- Sintese da forma como decorreu o projeto: envolvimento dos alunos, açoes realizadas, principais conclusões

Prémios

Prémio de participação
A todas as escolas que submetam o trabalho de forma completa será atribuido como prémio de participação, uma t-shirt Tema do Ano Bandeira Azul 2019.

Prémio melhores painéis
– Os os 3 melhores paineis/conjuntos de paineis serão ainda premiados com:  duas pinças “litter picker”
– Um conjunto de cinzeiros portáteis para distribuir
– Um conjunto de T-shirts da Campanha Bandeira Azul 2019.

Objetivos
– Conhecer a composição do lixo marinho, origens, causas e consequências
– Desenvolver um projeto de aprendizagem ativa em trabalho de campo
– Induzir estratégias de intervenção/ação na escola e comunidade relacionadas com o tema
– Colaborar na monitorização nacional do lixo marinho

Destinatários
Todos os graus de ensino. o Projeto pode ser realizado por crianças e jovens de qualquer idade.


Exposição: os suspeitos do costume
A Associação Bandeira Azul possui uma exposição itinerante que poderá ser requisitada.
Ver aqui

Lixo Marinho
O Lixo marinho é qualquer material sólido descartado, persistente, manufaturado ou processado, eliminado, abandonado ou perdido no ambiente marinho e costeiro, incluindo materiais transportados para o ambiente marinho pelos rios, através dos sistemas de drenagem e de tratamento de águas residuais ou do vento; tem origem em diferentes fontes terrestres e marítimas e a sua tipologia tem por base os padrões de consumo predominantes. Do lixo marinho fazem parte uma vasta gama de materiais, incluindo plástico, metal, madeira, borracha, vidro e papel.

Microplástico
Define-se micro plásticos (MP) como todas as partículas de plástico com dimensões inferiores a 5 mm e podem ter origem em 2 fontes:
i) MPs primários (via direta) em que se incluem os abrasivos industriais para limpeza de navios e aeronaves e os usados nas limpezas domésticas, produtos de higiene pessoal (esfoliantes corporais, pasta dentífrica, creme de barbear, gel de limpeza), cosméticos e matéria-prima da indústria dos plásticos, “pellets” (pastilhas de resina), pó de resina virgem ou reciclada
ii) MPs secundários (via indireta), que resultam da degradação física, química e biológica de detritos de plástico de maiores dimensões.
Através do esgoto, todas estas particulas vão parar ao mar dado as ETARs não possuirem filtros que as retenham.

Ligações úteis
Agência Portuguesa do Ambiente. Monitrorização do lixo marinhoPrograma de Monitorização do Lixo Marinho em praias- relatório 2015
Associação Portuguesa do Lixo Marinho   http://www.aplixomarinho.org/
Waste Free Oceans   http://www.wastefreeoceans.eu/
Agência Europeia do Ambiente  http://www.eea.europa.eu/themes/coast_sea/marine-litterwatch
Programa das Nações Unidas para o Ambiente  http://www.unep.org/regionalseas/marinelitter/
Sociedade Conservação do meio marinho (UK)  http://www.mcsuk.org/

Projetos interessantes
Fishing for litter               http://www.kimointernational.org/FishingforLitter.aspx
MARLISCO                         www.marlisco.eu
Project AWARE                http://www.projectaware.org/update/what-eu-can-do-stop-marine-litter

Organizações não governamentais com ações no âmbito do Lixo Marinho
Local Authorities International Environmental Organisation   http://www.kimointernational.org/Home.aspx

ONG Global Garbage    http://www.globalgarbage.org/praia/
Seas at Risk   http://www.seas-at-risk.org/