C.A.S.A - Bernardo Manuel Silveira Estrela

Breve descrição

O Centro de Apoio Social e Acolhimento – C.A.S.A. – Bernardo Manuel da Silveira Estrela é uma Instituição centenária com uma existência repleta de vida e vários momentos marcantes.
O primeiro momento prende-se com a sua fundação, em 1879, sob o nome Asilo de Infância Desvalida de São Pedro da Ribeira Seca, numa moradia na antiga Rua do Biscoito, freguesia da Ribeira Seca, fruto de um legado do benemérito Bernardo Manuel da Silveira Estrela. Este Asilo funcionava como um internato com escola própria. O segundo momento ocorre em 1935, aquando da transferência das instalações para a Propriedade do Monte, Freguesia de Matriz de Ribeira Grande, sob a alçada e meios próprios do Cónego Cristiano de Jesus Borges. A transferência para este espaço, bastante amplo, permitiu a implementação de um novo modelo de Asilo: uma Escola Agrícola, da qual era mentor o próprio Cónego Cristiano Jesus Borges, fruto da sua estadia nos Estados Unidos da América.
Em continuidade com as ideias trazidas dos Estados Unidos da América, o terceiro momento ocorre em 1946, quando a Instituição passa a designar-se Asilo-Escola Agrícola Bernardo Manuel da Silveira Estrela do qual ainda temos na memória o funcionamento da tipografia, que encerrou no ano de 2003. Na década de 90, de modo a ampliar o seu grau de atuação, foi inaugurada uma creche, valência que permanece até à atualidade.
O quarto momento ocorre em 2004 quando um grande projeto de reestruturação a impede de encerrar portas e lhe atribui uma nova dinâmica. Com a designação de Centro de Apoio Social e Acolhimento – C.A.S.A. – Bernardo Manuel Silveira Estrela, desde Setembro de 2004, altura em que foi inaugurada, após obras de restauro, esta Instituição dá início a mais uma etapa da sua já longa existência, com o incremento de novas valências.
Atualmente,encontram-se ao dispor da população deste concelho as valências: Creche, com capacidade para 78 crianças dos 4 aos 32 meses; Jardim-de-infância, com capacidade para 38 crianças dos 3 aos 5 anos de idade; o Atelier de Tempos Livres – A.T.L., com capacidade para 20 crianças dos 6 aos 12 anos; a Creche Familiar, que enquadra Amas dos concelhos de Ribeira Grande, Nordeste, Povoação e Ponta Delgada, acolhendo cada uma 4 crianças em idade de creche; e o Centro de Desenvolvimento e Inclusão Juvenil – C.D.I.J. Escolh@ Cert@, que integra jovens dos 15 aos 21 anos de idade, em situação de absentismo escolar e de risco, restituindo-lhes possibilidades de estabilização e integração sócio - profissional.
A valência Unidade de Vida Protegida – U.V.P. – que acolhia jovens em regime de internato encerrou em 2007 fruto da alteração da filosofia político-social, abandonando-se esta forma de integração dos jovens. O ProjetocreScER, que desenvolveu o seu trabalho com a família no seu todo – crianças e jovens; casais; pais e filhos – atuou, ao longo dos anos de 2008 a 2010, no Bairro de Sta. Luzia e Zona do Bandejo. Estas duas áreas de intervenção são, em concomitância com as atuais valências, marcos preponderantes na história da Instituição.
O C.A.S.A. procura manter o espírito dos seus Fundadores, revestindo-o com a evolução da sociedade, criando e desenvolvendo respostas válidas para as suas diversas e distintas solicitações. O trabalho desenvolvido pelas suas diferentes valências emerge da dinâmica de equipa, da consciência do valor da criança, do jovem e da família e dos alicerces da aprendizagem ativa, antevendo a construção de cidadãos autónomos e capazes.
Ciente das necessidades atuais da sociedade, em particular do Concelho da Ribeira Grande, esta Instituição encontra-se diariamente recetiva a novos e desafiantes projetos que primam pela ativação da solidariedade social.
A 21 de Novembro de 2009 comemorou 130 anos de existência, numa sessão solene constituída pela comunicação Solidariedade Social num século de sociabilidades complexas e pela comunicação/Exposição Os cantos e encantos de 130 anos de história.
No dia 29 de Julho de 2010, no âmbito das festas da cidade de Ribeira Grande, foi condecorada com a Medalha Municipal de Mérito – Grau e Ouro. Recebeu, no mesmo ano, a Medalha de Mérito Institucional, pela Junta de Freguesia de Matriz, onde se localiza. Nestes atos está refletida toda a sua sinopse histórica que tem alicerçado a sua existência na solidariedade e dinamismo social.
A 24 de janeiro 2013 a Instituição lançou a primeira pedra de construção do novo edifício para a valência creche, que inaugurou e abriu em pleno a 2 de setembro de 2013.
A 25 de outubro comemorou 135 anos de existência, numa cerimónia que contou com uma comunicação pelo Professor Doutor António Bagão Félix e homenageou e condecorou todos os presidentes das diversas direções da instituição, assim como os diretores internos, em representação de todos os quantos ao longo de 135 anos de vida se dedicaram à causa da instituição. Foi ainda entregue a placa de tempo de serviço aos dois colaboradores com mais de 30 anos ao serviço na Instituição.
A Instituição considera, assim, ser uma infraestrutura física que, no conjunto da Instituição, potencie uma visão e uso multifuncional, numa consciência permanente de atualização e evolução das exigências, tendo sempre por missão servir a comunidade e enquadrar respostas para as necessidades de intervenção social vigentes.

Grau de ensino: Jardim de Infância; Outro: Attelier de Tempos Livres; Creche; Creche Familiar

Sobre o Programa e atividades Eco-Escolas

Histórico de participação e Galardão Eco-Escolas

  2019-2020 2018-2019 2017-2018 2016-2017 2015-2016 2014-2015 2013-2014 2012-2013 2011-2012 2010-2011 2009-2010 2008-2009 2007-2008 2006-2007 2005-2006 2004-2005 2003-2004 2002-2003 2001-2002 2000-2001 1999-2000 1998-1999 1997-1998 1996-1997
inscrita                        
galardoada                          
visitada