Escola Secundária/3 Martinho Árias

Breve descrição

O novo Agrupamento de Escolas de Soure é certamente uma das maiores unidades orgânicas de educação do país. Em consequência da reestruturação que sofreu em Agosto de 2006, passou desde então a integrar a Escola Secundária Martinho Árias, como escola sede. Constituído por 38 escolas, 13 jardins-de-infância, 23 escolas do 1º CEB, 1 escola EB1.2 e a escola sede, com quase 2000 alunos de 13 nacionalidades (portuguesa, brasileira, luxemburguesa, romena, bielorussa, ucraniana, japonesa, chinesa, suíça, francesa, venezuelana, lituana e holandesa), 250 professores e cerca de 100 funcionários é uma estrutura de grande diversidade e dimensão, seja qual for o ângulo escolhido para a sua avaliação.
Associados à dimensão desta nova estrutura, emergiram problemas novos a nível da administração dos recursos ou da gestão pedagógica, a que, em nome dos interesses da nossa comunidade educativa, temos procurado assegurar uma resposta de qualidade. Mas são também evidentes as potencialidades de poder agrupar sobre uma única gestão os diversos níveis de ensino, de diversas escolas. É actualmente possível construir percursos sequenciais articulados, a partir de um projecto pedagógico comum, superar o isolamento de alguns estabelecimentos de ensino e gerir de forma mais racional os recursos humanos e financeiros disponíveis.
É também por isso que, para a gestão do Agrupamento, é muito mais interessante que ele seja conhecido, não especificamente pelas sua dimensão ou pelas curiosidades estatísticas que podemos sempre encontrar, mas sim pela qualidade das respostas que vamos construindo às solicitações da comunidade educativa em que nos inserimos. É nesta perspectiva que fomos construindo uma vasta oferta escolar privilegiando os cursos de dupla qualificação escolar e profissional, como aliás acontece nos países da comunidade europeia com os melhores índices de qualificação da sua população activa.
A responsabilidade de intervir na qualificação profissional da população do nosso concelho e de travar um consistente combate ao insucesso e abandono escolar, concretiza-se com a oferta de vários cursos CEF de nível 2 e nível 3, a funcionar em regime normal e pós laboral, de cursos tecnológicos, de um curso profissional e, no período nocturno, de cursos EFA.
É ainda, na perspectiva de responder com eficácia às necessidades do meio, que temos em funcionamento um Centro Novas Oportunidades, com processos de certificação e validação de competências em curso.
A necessidade de, diariamente, estabelecer e aprofundar a nossa ligação com o tecido industrial e comercial da região, mantendo com a autarquia uma relação colaborativa de partilha correcta de responsabilidades e competências, é uma linha de actuação estratégica que o Agrupamento deverá prosseguir.
A capacidade de induzir em todos os intervenientes da comunidade educativa uma cultura de participação, de exigência e responsabilização que se traduza numa melhoria gradual de todos os serviços que a instituição escola presta, e necessariamente das práticas educativas que desenvolve, é a metodologia a seguir.
O Agrupamento, tal como o nome expressa, somos todos nós, uma unidade, não deixando, todavia, de ser a soma de cada indivíduo. Potenciar este encontro de diversidades, entendendo-as como uma mais-valia e não como uma desvantagem, cria realidades únicas que enriquecem o colectivo que a estrutura representa.

Grau de ensino: 3º Ciclo; Secundário; Profissional; Outro: Formação de adultos

Sobre o Programa e atividades Eco-Escolas

Histórico de participação e Galardão Eco-Escolas

  2019-2020 2018-2019 2017-2018 2016-2017 2015-2016 2014-2015 2013-2014 2012-2013 2011-2012 2010-2011 2009-2010 2008-2009 2007-2008 2006-2007 2005-2006 2004-2005 2003-2004 2002-2003 2001-2002 2000-2001 1999-2000 1998-1999 1997-1998 1996-1997
inscrita                            
galardoada                            
visitada