Colégio dos Plátanos

Breve descrição

A 3 de outubro de 1983, o Colégio dos Plátanos iniciou a sua atividade no edifício do antigo casino da Rinchoa. No 1° ano letivo o Colégio lecionava Infantil e 1 ° Ciclo. Ampliado o espaço, passou a ter também 2° Ciclo. Mais tarde, em 1990, abre o 3° Ciclo. A história do Casino da Rinchoa é por muitos desconhecida, quando não se ignora por completo a sua existência. Para além da importância arquitetónica (desenhado por Leal da Câmara), o seu antigo papel cultural e recreativo foi por demais importante. O casino da Rinchoa era parte integrante de um projeto de Leal da Câmara e sócios que ao comprarem em 1940 a Quinta Grande, a pretendiam transformar numa "Cidade Jardim". Desta cidade constavam várias vivendas destinadas essencialmente a residências de verão. Às ruas atribuíram-se nomes de flores e árvores, como sejam a Avenida dos Plátanos, onde se encontra situado o antigo casino, agora Colégio dos Plátanos. O principal objetivo do Casino era o convívio entre os moradores. A inviabilização do sonho de Leal da Câmara levou a que em 1945 o casino fosse vendido a uma empresa cinematográfica, passando na altura a ser denominado Cine-Casino da Rinchoa. O sucesso do Cine-Casino não foi longo, em 1959 já funcionava apenas três meses por ano. Após um período de alguma indefinição, o edifício é alugado em 1969 a uma sociedade tipográfica - Sotipoluso. Em 1974 o espaço é novamente alugado, desta feita para passar a ser uma fábrica de sapatos. Finalmente em 1983 é vendido a Rui Curica, tornando-se o que é hoje, um Colégio. Durante todo este período a paisagem natural e humana da Rinchoa modificou-se. A Rinchoa deixou de ser um "lugar paradisíaco da freguesia de Nossa Senhora de Belém de Rio de Mouro", conforme era descrita em 1969. O desenvolvimento da Rinchoa, a partir dos anos 60 foi considerável, não apenas pela proximidade com Lisboa, e a sua lenta transformação em mais um dormitório, mas também pela eletrificação da linha de Sintra e pelo estabelecimento de grandes indústrias na freguesia do Algueirão. O Colégio dos Plátanos leciona atualmente da Infantil até ao 9° ano. O seu projeto educativo visa fundamentalmente o ensino personalizado e inovador, dispondo para tal de um Gabinete Psicopedagógico, Médica, um bem equipado Gabinete de Informática, Biblioteca, Sala de Audiovisuais e Laboratório de Ciências Físico-Químicas. Tem ainda, Ginásio, Campos de Jogos, amplos pátios e espaços verdes, com equipamentos adequados.

Grau de ensino: Jardim de Infância; 1º Ciclo; 2º Ciclo; 3º Ciclo

Sobre o Programa e atividades Eco-Escolas

O Programa Eco-Escolas foi pela primeira vez implementado no Colégio dos Plátanos no ano letivo 2005-2006. Esse foi o ano de maior aprendizagem para todos, mas, muito ficou ainda por aprender. Assim, partilhámos experiências com a comunidade escolar e local ao longo destes onze anos como Eco-Escola. Salienta-se que os seminários, anuais, do Programa Eco-Escolas foram fundamentais nessa partilha de experiências e na aprendizagem de uma vivência em sustentabilidade com o meio em que nos inserimos. Para nós educadores e para os nossos alunos foi uma mais valia de cidadania. Vimos o nosso trabalho reconhecido anualmente com a atribuição do galardão Bandeira Verde. Futuramente a EDS continuará a ser um lema que o Colégio não pretende deixar cair.
Os ODS fazem parte do dia-a-dia do Colégio dos Plátanos. Neste âmbito, os alunos realizam projetos, trabalhos, apresentações, teatros, debates e cartazes de sensibilização.

Histórico de participação e Galardão Eco-Escolas

  2019-2020 2018-2019 2017-2018 2016-2017 2015-2016 2014-2015 2013-2014 2012-2013 2011-2012 2010-2011 2009-2010 2008-2009 2007-2008 2006-2007 2005-2006 2004-2005 2003-2004 2002-2003 2001-2002 2000-2001 1999-2000 1998-1999 1997-1998 1996-1997
inscrita                        
galardoada                        
visitada