Escola Sec. Fernando Namora

Breve descrição

Grau de ensino: Jardim de Infância; 1º Ciclo; 2º Ciclo; 3º Ciclo; Secundário; Profissional; Outro: CEF

Sobre o Programa e atividades Eco-Escolas

Reciclagem na Escola/ Comunidade

As nações mais desenvolvidas, por conta do alto padrão de consumo, produzem a maior parte dos resíduos sólidos urbanos mundiais.
A expectativa para os próximos anos não é nada animadora. Segundo estudos feitos pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pelo Banco Mundial, a previsão é de que até 2050 o mundo tenha 9 bilhões de pessoas e a produção anual de lixo seja de 4 bilhões de toneladas.
Todo esse crescimento não vem sozinho, junto dele surgem uma série de adversidades financeiras e ambientais. A contaminação dos solos, da água e do ar, proliferação de doenças são alguns dos problemas enfrentados pelo excesso na produção de lixo.
Algumas nações já estão trabalhando para banir um dos maiores responsáveis pela poluição do planeta, o plástico. Índia, Uruguai e Noruega são alguns exemplos.
Outras caminham a passos mais curtos, mas igualmente conscientes a respeito da adoção de novos hábitos.
Atitudes simples como essa e como a destinação correta do lixo por meio da reciclagem já representam muito rumo ao aumento da preservação ambiental.

Finalidade:
A preocupação em preservar o meio ambiente deve fazer parte da vida de todos. Por isso, nunca é cedo demais para começar e continuar a desenvolver o assunto nas escolas. Criar uma consciência ecológica aumenta consideravelmente a chance da preservação da Terra.
Além disso, grande parte dos alunos compartilha o que aprendeu na escola com os pais e familiares, o que aumenta a propagação do conhecimento acerca da necessidade de dar um destino adequado ao lixo.
Porém, trabalhar a temática vai muito além de simplesmente despertar essa consciência. O intuito é proporcionar situações que possibilitem a reflexão e façam com que esses estudantes, de fato, sejam a diferença no mundo.
Neste contexto, decorreram sessões dinamizadas por representantes da Valorsul nas turmas do 8º ano e sessões para Encarregados de Educação das mesmas turmas e para funcionários e docentes.

A Educação Ambiental sozinha não é suficiente para resolver os problemas ambientais, mas é condição indispensável. A grande importância da Educação Ambiental é contribuir para a formação de cidadãos: conscientes do seu papel na preservação do meio ambiente e aptos para tomar decisões sobre para tomar decisões sobre questões ambientais necessárias para o desenvolvimento de uma sociedade sustentável.






Concurso “As melhores ideias dão frutos, a brincar ao carnaval”

No âmbito do Programa Eco- Escolas, a turma do 9º8ª participou no concurso “As melhores ideias dão frutos, a brincar ao carnaval”. Teve como objetivo chamar a atenção para a importância da reciclagem, proteção do ambiente e da introdução de fruta na alimentação.
O trabalho foi realizado com materiais reciclados da Compal, com o logótipo da Tetra Pak e a marca FSC. Os restantes materiais utilizados foram tela de arame, revestido com embalagens e cartolinas trabalhadas de forma criativa.
Foi realizada uma pesquisa sobre Máscaras com diferentes tipos de representação e possíveis materiais reciclados e não só além das embalagens da Compal.
Este projeto foi supervisionado pela professora de Educação Visual Cristina Ripper e com o apoio da Coordenadora Eco- escolas Iesmim Gomes ( ESFN).




Árvores Vestidas

Integrado no projeto Eco - Escolas, elementos das Associações de Pais dinamizaram, junto da comunidade escolar e parceiros, a participação num projeto especial, ao qual deu o nome de “Árvores Vestidas “.
uma iniciativa criativa e original, as árvores das Escolas Sophia de Mello Breyner Andresen e Secundária Fernando Namora, foram vestidas com arte e muita cor nesta primavera.
Quem visitar as escolas referidas, vai surpreender-se com as rendas, crochet e rosetas que decoram as árvores que refletem um desafio de senhoras, que se encontram no inverno da vida, algumas funcionárias das escolas e elementos da Associação de pais, autênticas artistas das lãs, deitaram mãos à obra para embelezar as nossas escolas o que refletiu a sua criatividade, envolvendo se num trabalho em prol da comunidade.
Este projeto de grande talento e criatividade contou ainda com a colaboração das crianças da freguesia, professoras e auxiliares, bem como pessoas anónimas que forneceram parte do material.
O objetivo foi fazer uma espécie de jardim, “vestindo” os troncos das árvores, com retalhos feitos em croché ou tricô, à semelhança do que se vê nas fotografias.
Os Coordenadores do Programa Eco- Escolas Iesmim Gomes e António Neves muito agradecem
a colaboração de todos: funcionários, associações de pais, avós, professores e alunos.


Elaboração e implementação do Eco -Código
Bases para o eco -código:
• Articulação com o eco -equipas /Conselho Eco -Escolas
• O Poster Eco -Código 2019 foi elaborado através das seguintes etapas:
• Definição das frases
• A elaboração do (poster) Eco -Código 2019 teve como base os Eco -Códigos da Escola Secundária Fernando Namora e o espirito ambiental da escola, dando assim sequência ao trabalho realizado nos anos anteriores. Aquando da reunião do conselho Eco-Escolas do 1º período ficou decidido que se deveria ter como base os temas dos Eco-Códigos dos anos anteriores. O conselho entendeu que se garantia a continuidade do trabalho já realizado, assim como se mantinha a identidade do projeto. Elaboração do cartaz/Ilustração das frases.

Histórico de participação e Galardão Eco-Escolas

  2019-2020 2018-2019 2017-2018 2016-2017 2015-2016 2014-2015 2013-2014 2012-2013 2011-2012 2010-2011 2009-2010 2008-2009 2007-2008 2006-2007 2005-2006 2004-2005 2003-2004 2002-2003 2001-2002 2000-2001 1999-2000 1998-1999 1997-1998 1996-1997
inscrita                    
galardoada                          
visitada