Oficina de formação sobre Eco-Escolas

Em parceria com o Centro de Formação Orlando Ribeiro a ABAE vai realizar uma oficina de formação de 50 horas – 2 créditos – que se inicia em janeiro e se estende até maio.
As sessões síncronas online terão a duração total de 13h.

Destinam-se preferencialmente aos coordenadores Eco-Escolas.
Dado se tratar de uma modalidade de oficina, com 15 formandos por turma, a ação abrirá este ano apenas para 2 turmas.
Os principais objetivos são, como o nome indica “Descomplicar a Metodologia Eco-Escolas” sendo  abordados os 7 passos da metodologia e ainda outras questões teóricas e práticas relacionadas com a educação para a sustentabilidade.
INSCRIÇÕES AQUI  ATÉ 20 DE JANEIRO.

Custo da ação: 20 euros.
O pagamento será feito após confirmação/aceitação da inscrição.

 

“Descomplicar” a Metodologia do Programa Eco-Escolas – da auditoria à reavaliação

Sessão 

Data

Duração

1

27 janeiro 2021 | 14h-17h Síncrona – 3 h

2

10 fevereiro 2021  Assíncrona – 2h30m

3

17 fevereiro 2021 | 14h30-16h30 Síncrona – 2h

4

24 fevereiro 2021 Assíncronas – 2h30m

5

10 março | 14h30-16h30 Síncrona – 2 h

6

24 março  Assíncronas – 2h30m

7

7 abril | 14h30-16h30 Síncrona – 2 h

8

21 abril  Assíncronas – 2h30m

9

5 maio | 14 – 16h
– apresentação de projetos
Síncrona – 4h

Entrega do relatório final – (2horas). O relatório deverá ser entregue até 20 de maio

Sessões online – ZOOM (salas para trabalho em grupo)

Abordagens teórico-práticas de temáticas  Educação para a Sustentabilidade; Desenvolvimento Sustentável; Agenda 21; ODS, ENEA, ENEC); Metodologia e Avaliação de Projetos.

Exemplificação e aprofundamento dos 7 passos da metodologia Eco-Escolas

Atividades relacionadas com os temas de trabalho do Programa Eco-Escolas: Água; Resíduos; Energia; Ar; Espaços Exteriores; Agricultura Biológica; Mobilidade, Ruído, Biodiversidade, Floresta e Alterações Climáticas.

Trabalho de Grupo – Análise e discussão de metodologias, estratégias e atividades específicas no âmbito da Educação Ambiental para a sustentabilidade e do trabalho de projeto.

Debate de estratégias facilitadoras da Aprendizagem Baseada em Projetos (PBL) e do potencial do Programa Eco-Escolas no desenvolvimento das competências do século XIX como o pensamento crítico, a capacidade de resolução de problemas, colaboração e criatividade, comunicação e liderança.

Trabalho autónomo:

Aplicação de técnicas de observação de aspetos relevantes em termos ambientais.

Desenvolver com os alunos um projeto, de acordo com a metodologia Eco-Escolas, de uma das temáticas, com elaboração de recursos em grupos interdisciplinares em educação para a sustentabilidade

Apresentação de resultados de boas práticas de escolas

Avaliação dos recursos elaborados no âmbito da formação (portfólio)

X