Conheça aqui os Eco-Cozinheiros do ano!

Já são conhecidos os Eco-Cozinheiros do ano, que foram a prova no dia 30 de abril de 2019, na Escola de Hotelaria e Turismo de Lisboa, iniciativa que se enquadra no projeto Alimentação Saudável e Sustentável e visa a elaboração de ementas exequíveis em cantina escolar e que conjugam os conceitos de saúde e sustentabilidade.

Na final estiveram presentes 22 equipas provenientes de Eco-Escolas de várias regiões do país. Durante a manhã estiveram em prova as 10 equipas apuradas nas provas regionais, integradas no 2º escalão (2º e 3º ciclo do ensino básico) e 3º escalão (ensino secundário e profissional) e durante a tarde, 12 equipas do escalão profissional competiram pela primeira vez com as suas ementas saudáveis e sustentáveis.

Enquanto elementos do júri, a prova nacional contou com a avaliação por parte do Chef Luís Figueiredo (Escola de Hotelaria e Turismo de Lisboa), de Rita de Brito Martins (em representação do patrocinador Jerónimo Martins, acompanhada de Rita Martelo, do departamento de nutrição), Jorge Neves (Agência Portuguesa do Ambiente), Laurinda Ladeiras (Direção-Geral da Educação), Jaime Ferreira e Margarida Gonçalves (AGROBIO), Bárbara Oliveira (nutricionista), Aleida Lima (Centro de Estudos e Investigação em Dinâmicas Sociais e Saúde), e Vanessa Santos (ABAE).

Todas as equipas a concurso estão de parabéns, mas o júri, após árdua avaliação, premiou as seguintes escolas:

2º Escalão

Externato Padre António Vieira (Oeiras)
Escola Básica de Arões – Santa Cristina (Fafe)
Instituto Vaz Serra (Sertã)

3º Escalão

Instituto Vaz Serra (Sertã)
Escola Secundária da Ribeira Grande (Ribeira Grande)
Colégio Marista de Carcavelos (Cascais)
MH Escola Secundária de Oliveira do Hospital (Oliveira do Hospital)

Escalão Profissional

Escola de Hotelaria e Turismo do Algarve (Faro)
Escola de Hotelaria e Turismo de Portalegre (Portalegre)
Escola Tecnológica e Profissional de Sicó – Polo de Alvaiázere (Alvaiázere)

Com o apoio da Jerónimo Martins, as três equipas vencedoras receberam um forno solar, para passarem a elaborar alguns dos seus cozinhados na escola aproveitando a energia solar. Os restantes premiados foram contemplados com um conjunto de livros sobre sustentabilidade e o jogo de tabuleiro “Baixo Carbono”.

X