O ar que eu respiro

Enquadramento

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a poluição do ar é o maior problema ambiental que afeta a saúde humana seguido do ruído do tráfego, o que confere uma importância particular a estes descritores sobretudo nos grandes centros urbanos, onde reside a maioria da população.

A poluição atmosférica tem importantes efeitos negativos a nível europeu, continuando a ser o principal fator ambiental ligado a doenças evitáveis e à mortalidade prematura na União Europeia, sendo responsável por uma taxa de mortalidade dez vezes superior à de acidentes de viação. No que se refere ao ruído, estima-se que pelo menos 25% da população da União Europeia (UE) perceciona uma redução da qualidade de vida devido à incomodidade induzida pelo ruído ambiente e, entre 5% a 15% da população, sofre de perturbações do sono graves induzidas igualmente pelo ruído.

É crucial incluir nas prioridades temáticas dos programas escolares a proteção do recurso ar, a prevenção da poluição do ar e da poluição sonora como meio de proteção da saúde humana e a capacitação dos cidadãos para escolhas mais assertivas do local de residência, de estudo ou de lazer, com vista a um estilo de vida mais saudável e sustentável.

(adaptado de Estratégia Nacional de Educação Ambiental, 2020)

Descrição do Projeto

O projeto consiste no desenvolvimento de diversas atividades e disponibilização de vários recursos relativos ao tema que promovam a proteção do recurso ar através da educação sobre o tema e consequente capacitação para a mudança de comportamentos.
É desenvolvido em parceria com a Agência Portuguesa do Ambiente.

Objetivos

A importância de abordar desde cedo a educação ambiental no sistema educacional, contribui para a formação de cidadãos conscientes e responsáveis para com o ambiente desde jovens.
Considerar que uma boa qualidade do ar diminui a mortalidade e aumenta a qualidade de vida da população e que as escolhas e comportamentos individuais e coletivos concorrem para um Ambiente mais saudável para a vida humana.

Neste contexto, os objetivos do projeto “O Ar que Eu respiro” são:

– Contribuir para fortalecer a ligação entre a educação nos vários níveis escolares e a educação ambiental;
– Desenvolver um módulo de educação ambiental que promova a formação de crianças e jovens na aquisição de princípios, valores e aptidões que favoreçam a aprendizagem e contribuam para a consciencialização, o conhecimento e a capacitação para escolhas mais assertivas e suportadas tendo em vista a proteção do recurso ar;
– Estimular através de atividades o aumento da literacia relativamente à qualidade do ar;
– Conhecer os principais poluentes atmosféricos que afetam a qualidade do ar e a nossa saúde;
– Conhecer as medidas a adotar para minimizar a exposição ao ar poluído;
– Promover bons hábitos para contribuir, individual e coletivamente, para reduzir as emissões e promover um bom ar.

Inscrições

As inscrições realizam-se na Plataforma Eco-Escolas.  

Portugal encontra-se nos dez países que apresentam melhor qualidade do ar, entre os 41 países presentes no relatório da Agência Europeia do Ambiente.
Respiramos desde o momento em que nascemos até ao momento em que morremos. É uma necessidade vital e constante, não só para nós, mas para toda a vida na Terra. Uma boa qualidade do ar é essencial para todos. A nossa saúde, o ambiente e até a economia dependem dela.
Estima-se que os poluentes atmosféricos sejam responsáveis por centenas de mortes relacionadas com doenças respiratórias e cardiovasculares, problemas de fertilidade e diminuição da qualidade de vida.
A má qualidade do ar afeta a qualidade da água e do solo e consequentemente a fauna e flora, assim como a diversidade das espécies, reduzindo a biodiversidade. Prejudica a agricultura, florestas e plantas, reduzindo a sua taxa de crescimento.
A qualidade do ar depende dos níveis de emissão de poluentes e da capacidade de dispersão no ar.
As condições de grande estabilidade da atmosfera ou seja, situações de calmaria, levam à permanência dos poluentes no ar originando episódios de poluição do ar.

Compete a cada um de nós, com pequenas ações, contribuir para a mudança.

Desafios

A sugestão de atividades incluída nos desafio 2020/21, visa:

  • Estimular através de atividades práticas o aumento da literacia relativamente à qualidade do ar;
  • Promover bons hábitos para reduzir as emissões e promover um bom ar;
  • Conhecer as medidas a adotar para minimizar a exposição ao ar poluído;
  • Conhecer os principais poluentes atmosféricos que afetam a qualidade do ar e a nossa saúde.

Recursos

Projeto de parceria  APA | Eco-Escolas. ABAE