Carlos Manuel Pepê

By janeiro 22, 2018 janeiro 11th, 2019 Seminário Eco-Escolas | Biografias

 

Carlos Manuel Pepê
É ativista ambiental desde 1998 e fundador de movimentos ecologistas no Norte Alentejano como o NASMESE e o GEDA. Ao serviço voluntário neste âmbito dinamizou diversas ações ao longo dos últimos 18 anos na luta pela qualidade do ambiente e pela convivência harmoniosa e saudável entre o Homem e a natureza. Enquanto monitor de pedestrianismo foi responsável pela criação, marcação e animação de percursos pedestres com destaque para as 11 edições da Travessia Pedestre de São Mamede e centenas de percursos pedestres guiados pelo território nacional. É amante da montanha e da natureza e tem contribuído com ações de educação ambiental no Centro Educativo Alice Nabeiro e para as escolas do Concelho de Campo Maior em parceria com diversas entidades bem como no programa eco-escolas. Licenciado em educação básica pela Escola Superior de Educação de Portalegre, Integra a equipa do CEAN desde 2007 (data da sua fundação). É coordenador pedagógico do CEAN e professor responsável pela oficina das ciências na qual desenvolve atividades experimentais com alunos dos 3 aos 12 anos. É também coordenador do programa eco-escolas desde 2009 com atribuição do galardão consecutivamente nos últimos 9 anos. Desenvolve diversos projetos científicos e tecnológicos no âmbito da promoção das competências empreendedoras, com destaque para os projetos de investigação e divulgação científica em áreas como a biologia, botânica, zoologia, geologia, química e física e na robótica e programação. Foi co-autor do manual empreendedor “Ter ideias para mudar o mundo”, desenvolvido no CEAN. É um dos formadores que desde 2009 percorre o território Nacional ministrando formação aos diversos polos de aplicação do manual. Conta ainda com experiência diversa na promoção da prática empreendedora em territórios internacionais como é o caso de Angola (2010), Itália (2010), Madrid (2013), Bulgária (2016) e Suíça (2016). Participou e participa atualmente nas experiências pedagógicas Comenius e erasmus+ respetivamente, nas quais o CEAN se envolveu. Esta desde 2010 a promover um programa de competências tecnológicas no CEAN com a promoção de clubes de programação e robótica com participação em diversos eventos nacionais e internacionais. É ainda de realçar o seu dinamismo na área da investigação e divulgação científica com dezenas de projetos desenvolvidos a nível local com os seus alunos e respetivas apresentações em congressos nacionais com excelentes resultados.
Uma das suas máximas é: “temos que pensar no mundo e agir em Campo Maior”

X