Brigada #AMARoMAR | Trabalhos

Escola Cidade de Castelo Branco (Castelo Branco)

Reportagem fotográfica das várias fases do projeto:

Painel/painéis síntese de apresentação dos resultados:

    Vídeo até 90 segundos que sintetize o projeto:

    Clique aqui para ver o vídeo na página do YouTube.

    Síntese descritiva de como decorreu o projeto:
    Como surgiu a ideia?
    Os alunos foram informados sobre o projeto Brigada # Amar o Mar e logo mostraram interesse em participar numa limpeza de praia. Também nos questionários da Auditoria Ambiental, 81 % dos alunos tinham manifestado interesse em participar numa ação deste tipo.
    Como vivemos numa cidade do interior do país, o acesso a praias marítimas é-nos muito difícil, pelo que, foi sugerido, por duas alunas, que a ação fosse realizada na área envolvente da barragem de Santa Águeda, no rio Ocreza, a cerca de 26km de Castelo Branco. Estas alunas residem nas freguesias de Lardosa e Louriçal do Campo, próximas da barragem. A escolha desta área tornou-se ainda mais significativa, pois, recentemente, tem sido foco de notícia nos meios de comunicação social devido ao aparecimento de centenas de peixes mortos, na barragem que abastece de água, a cidade albicastrense.
    O desenvolvimento
    Mais seis alunas do Conselho Eco-Escolas juntaram-se e começaram a organizar a ação com a colaboração dos Clubes de Ciências, Europeu e Impressora de Sorrisos.
    Nos respetivos Clubes, os alunos investigaram e debateram sobre a problemática dos resíduos, sua composição, origem do lixo marinho, tipologia, causas e consequências para os animais marinhos e para os ecossistemas. Esta pesquisa levou também a que algumas alunas se tenham envolvido na pintura de sarjetas do espaço escolar com a mensagem “O Mar começa aqui”.
    À questão o que devemos fazer para melhorar a gestão dos resíduos – responderam que cada um de nós pode fazer um pouco, nomeadamente, recolher lixo em áreas próximas de cursos de água, pois, mais tarde ou mais cedo acabam no mar.
    Os apoios
    Foram contactados os Serviços Municipalizados de Castelo Branco que nos encaminharam para o Senhor Engenheiro Nuno Silva que nos orientou e colaborou connosco, na cedência de luvas e sacos para o lixo e que nos acompanhou, durante algum tempo, no decorrer da ação, na barragem.
    Foi contactada a Câmara Municipal que cedeu o transporte de alunos e professores para a barragem.
    Foram usados kits de trabalho de campo oferecidos pela Junta de Freguesia de Castelo Branco no âmbito de outros projetos.
    A preparação
    Duas professoras deslocaram-se previamente ao local, para fazer um levantamento da situação, delimitar a área onde seria efetuada a recolha de resíduos e atribuir espaços e atividades aos diferentes grupos de trabalho.
    Na escola, os alunos estavam muito entusiasmados com os materiais do Kit do Mar que recebemos da ABAE e com outros materiais de trabalho de campo já existentes na escola.
    Os coletes da ABAE e as T-shirts da Brigada # Amar o Mar fizeram o maior sucesso, assim como as pinças para apanhar lixo.
    As alunas do Clube Europeu e da Impressora de Sorrisos prepararam as fichas de registo de resíduos com pranchetas e lápis, selecionaram os equipamentos e aparelhos e organizaram todos os materiais necessários para o trabalho de campo, nomeadamente, bússola, binóculos, lupa, kit de recolha e análise de água, entre outros.
    O trabalho de campo
    Por questões de transporte, só foi possível efetuar o trabalho de campo no dia 25 de maio, entre as 14 e 15:30h. Assim, 22 alunos e três professores deslocaram-se, no autocarro da Câmara Municipal, até à área da barragem.
    Foram constituídos três grupos, todos com o objetivo principal de recolher, identificar e registar os tipos de resíduos encontrados. No entanto, uma vez que nos encontrávamos num espaço essencialmente natural, aproveitámos para realizar outras atividades de caráter interdisciplinar.
    Grupo 1 – Recolher água para análise no local e trazer uma amostra para a escola para determinar vários indicadores. No local, foi determinado o pH = 6 e a densidade 1gr/m3
    Grupo 2 – Avaliar a qualidade do ar com os aparelhos adquiridos no âmbito do projeto MAPeAR. O grupo encontrou uma qualidade do ar = Excelente.
    Utilizar a bússola para determinar a orientação do paredão da barragem (W-E)
    Grupo 3 – Observar a biodiversidade – Utilizar a lupa e os binóculos para observações.
    O grupo fez registos para serem trabalhados na escola.
    Da recolha de resíduos, resultou um total de 294 itens e 4,908Kg.
    Tratamento dos resultados dos dados recolhidos
    Os resíduos foram trazidos para a escola, pois no local da barragem não existem ecopontos, apenas existem contentores de lixo indiferenciado. Assim, foi possível fazer uma separação seletiva.
    Cada grupo tinha sido incumbido de separar um ou dois itens que achasse mais “interessantes” para uma exposição. Selecionaram pacote Tetrapak, garrafa de iogurte, copos, luva, garrafa de vidro, piriscas, pedaços de esferovite, tampinhas de plástico, entre outros.
    Os alunos analisaram as fichas de registo de resíduos e selecionaram os dez encontrados em maior quantidade.
    Com a ajuda dos professores, construíram tabelas e um gráfico circular do Top 10 dos resíduos e questionaram-se sobre a origem dos mesmos, tendo chegado à conclusão de que são os veraneantes que, essencialmente nos fins de semana utilizam a área da barragem como área de lazer, que deixam os tipos de resíduos encontrados.
    Divulgação à comunidade educativa
    Já antes da atividade de trabalho de campo, os alunos tinham sido questionados sobre a melhor forma de divulgar o seu trabalho e os resultados, tendo-se chegado à conclusão de que um dos nossos painéis seria uma instalação feita com rede sobrante da horta escolar.
    Essa rede simboliza uma rede de pesca onde estão colocados alguns dos resíduos trazidos da barragem (depois de devidamente higienizados). Colocámos também areia, na base, para dar maior autenticidade. A rede pretende também mostrar que muitas vezes, em vez de peixe, se “pescam” resíduos. Colocámos também uma imagem de um peixe em sofrimento e uma pequena rede onde encontra um peixe e vários itens de plástico.
    Colocámos ainda fotos do trabalho de campo na barragem e de um dos peixes (carpa) que infelizmente, encontrámos mortos. Por motivos sanitários, não lhes tocámos.
    Para a montagem da instalação tivemos a colaboração de uma Professora de Educação Visual.
    Esta instalação encontra-se no átrio do bloco principal da escola e tem sido visitada por um elevado número de alunos e encarregados de educação, pois encontra-se no átrio de acesso aos Serviços Administrativos, à reprografia e ao gabinete da Coordenação.
    Nos intervalos, sempre que há disponibilidade dos professores ou dos alunos do Conselho Eco-Escolas, os alunos que observam a instalação são questionados sobre a forma como interpretam a mesma e gera-se algum debate.
    Um segundo painel foi construído com as tabelas e o gráfico do Top 10 dos resíduos. Mais uma vez foi utilizada rede para simbolizar a rede de pesca.
    Até ao final do ano letivo, as alunas do Conselho Eco-Escolas que deram o primeiro impulso a esta atividade, irão a diversas salas de aula dos vários ciclos de ensino, divulgar o seu trabalho e promover o debate e a reflexão sobre a problemática dos resíduos.
    Os painéis estarão expostos até ao Dia Eco-Escolas para que todos os elementos da comunidade educativa os possam observar.
    O trabalho vai ser divulgado nas plataformas de comunicação do Agrupamento.
    Avaliação do pojeto
    Km percorridos – cerca de 1Km - Peso recolhido 4,908kg
    Temos consciência de que, uma vez que os Serviços Municipalizados se têm deslocado à barragem, diariamente, para recolher os peixes mortos, como nos disse o Engenheiro Nuno Silva, é natural que a maior parte do lixo seja recolhida com frequência. Os resíduos que encontrámos estavam, na sua maioria, no meio da vegetação.
    Número de pessoas abrangidas na comunicação do projeto: Toda a comunidade escolar, cerca de 800 alunos.
    Todos os 22 alunos participantes diretamente avaliaram a ação de forma muito positiva, manifestando vontade de realizar outras ações do género.
    De salientar o excelente comportamento e o sentido de responsabilidade com que todos se envolveram na Brigada # Amar o Mar.

    Quilómetros percorridos (km):
    1

    Peso recolhido (kg):
    4,908